• Home
  • Blog
  • Vai importar ou exportar? 6 coisas para saber sobre frete internacional!

Vai importar ou exportar? 6 coisas para saber sobre frete internacional!

Vai importar ou exportar? 6 coisas para saber sobre frete internacional!

Empresas com potencial para importar ou exportar produtos muitas vezes esbarram na dificuldade de entender as modalidades de frete internacional. É importante compreender como funciona a logística de transporte para aproveitar todos os seus benefícios. Por isso, vale a pena ficar bem informado sobre o envio e recebimento de produtos entre países, não é mesmo?

Pensando em ajudá-lo, preparamos este post incrível sobre 6 coisas que você precisa saber sobre o serviço. Acompanhe e evite erros com o transporte!

1. Quais são os modais de transportes?

Os modais de transporte são: ferroviário, rodoviário, hidroviário, dutoviário e aeroviário. Acompanhe as suas particularidades!

  • Transporte ferroviário: realizado por trens e locomotivas sobre trilhos. A principal característica é atingir longas distâncias e levar grandes quantidades de carga com menor custo de seguro e frete. A desvantagem é a falta de flexibilidade no trajeto, tornando o deslocamento mais demorado.
  • Transporte rodoviário: feito por veículos através de rodovias ou ruas. Indicado para fretes de curta e média distância e itens de maior valor agregado. As vantagens ficam por conta do menor manuseio do carregamento e maior flexibilidade no trajeto. Os pontos negativos são o frete mais alto e a menor capacidade de carga.
  • Transporte hidroviário (ou marítimo): realizado por barcos através de rios ou mares. Sua capacidade de carga é grande e possui custo baixo. Tipo de frete comumente usado para transporte de longas distâncias.
  • Transporte dutoviário: feito por meio de canos e tubos cilíndricos ocos. É a forma de transporte utilizada para derivados do petróleo, gases e grãos.
  • Transporte aeroviário: realizado por aeronaves. É o tipo de frete ideal para mercadorias de grande valor e que necessitam chegar ao seu destino com mais pressa. A desvantagem fica por conta do seu alto custo.

2. O que é o transporte multimodal?

Quando o frete é feito pela integração de dois ou mais modais de transportes, ele é denominado multimodal.

A grande dificuldade para implementar essa forma de serviço é a infraestrutura, que é, muitas vezes, precária para realizar a integração.

3. O que são Incoterms?

São termos internacionais de comércio desenvolvidos pela CCI (Câmara de Comércio Internacional) para padronizar suas operações. Confira abaixo quais são os Incoterms mais utilizados.

  • EXW (Ex-Works): o produto fica à disposição do importador no estabelecimento do exportador. A partir da entrega da mercadoria, todas as despesas e quaisquer perdas e danos são da responsabilidade do importador.
  • FOB (Free on Board): o exportador responde pelo produto somente até o momento em que ele é colocado a bordo do veículo transportador. O importador é responsável pelos custos de seguro, frete e taxa alfandegária.
  • CIF (Cost, Insurance and Freight): nesse tipo de transporte, todas as cobranças referentes à mercadoria, ao seguro e ao frete já estão incluídas no valor final até que a carga chegue ao seu destino — impostos e taxas de alfândega correm por conta do importador.

Além desses, temos, também, os Incoterms: FCA, FAS, CFR, CPT, CIP, DAT, DAP e DDP que, da mesma forma, determinam responsabilidades referentes aos custos e riscos no contrato de compra e venda.

4. E a modalidade de frete Courier?

Nessa modalidade, as empresas de transporte internacional não necessitam do apoio dos Correios brasileiros. Por isso, uma encomenda vinda dos Estados Unidos para o Brasil chega ao destino em torno de uma semana. Esse tipo de serviço apresenta vantagens para quem faz importação de amostras.

O fator negativo para essa modalidade é que o valor acaba saindo mais caro tanto para o frete quanto para a taxação do produto. Isso acontece porque não existe a possibilidade de isenções fiscais nesse caso.

5. Transit time x preço: qual prioridade escolher?

Transportes terrestres e marítimos costumam ser mais baratos, porém, o período de deslocamento é maior e não são passadas estimativas fiéis para o prazo de entrega.

Embora mais caros, dê preferência para outras opções, como transporte aeroviário ou, dependendo do tipo de produto, o dutoviário — se o tempo de trânsito precisa ser curto.

6. Qual modal é o melhor para realizar o seu frete internacional?

Não existe um melhor modal, e sim aquele que corresponde às suas necessidades de transporte. Quando for optar por um tipo de frete, para não errar, leve sempre em consideração o prazo para a entrega, local, custo, peso e volume da carga e o tipo da mercadoria.

Gostou de saber mais sobre frete internacional e acha que está pronto para começar as suas primeiras importações e exportações? Então, não perca tempo e comente as suas experiências no nosso post!

Avenida Princesa Isabel, 574, bloco A, sala 208
Centro, Vitória, Espírito Santo, Brasil, CEP.: 29010-360

+55 (27) 3233-0023
+55 (27) 9 9978-7208
portual@portual.com.br