• Home
  • Blog
  • Planejamento para exportar: quais caminhos tomar em 2019?

Planejamento para exportar: quais caminhos tomar em 2019?

Planejamento para exportar: quais caminhos tomar em 2019?

Empresas que desejam impulsionar suas vendas e, consequentemente, ampliar suas atividades têm que desenvolver um bom planejamento para exportar em 2019, já que as expectativas são otimistas para o setor. 

De acordo com estimativas do relatório Focus, o investimento estrangeiro direto tende a subir de US$ 67 bilhões em 2018 para US$ 75,65 bilhões em 2019, o que favorece o mercado de exportação. Ainda existe a possibilidade de uma expansão da exportação de 5,8% para o próximo ano. Essas informações mostram que o mercado é lucrativo e promissor, uma vez que tal crescimento significa abertura de oportunidades.

Para que a sua empresa planeje com sucesso o processo de exportação em 2019, destacamos alguns pontos importantes e que devem ser levados em consideração na hora de elaborar o plano. Ficou interessado em saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe o post até o fim!

Qual é a importância de um bom planejamento para exportar?

Para analisar se o seu projeto de exportação é viável, é necessário planejar. O planejamento é fundamental para as empresas que desejam exportar, porque com ele é possível:

  • coordenar ações;
  • avaliar os riscos e oportunidades;
  • verificar os investimentos;
  • prever o retorno;
  • estabelecer metas.

Assim, a organização consegue ter um melhor controle do processo, o que evita surpresas desagradáveis no futuro como perda de tempo e dinheiro desnecessários. Comprometimento e efetividade, planejamento e transparência são deveres das empresas que desejam ou já atuam no mercado internacional.

Quais são os principais pontos a serem planejados?

Para garantir a eficiência da exportação, alguns pontos devem ser bem analisados.

Estudo do mercado brasileiro e do exterior

Em primeiro lugar, a empresa deve avaliar o nível de aceitação do seu produto no mercado brasileiro, pois, se ele é bem aceito em seu país, é provável que o mercado exterior também o aceite bem.

Para isso, é necessário levantar o máximo de informações possíveis em relação a esse dado, por meio de estudos realizados por entidades ou órgão de incentivo à exportação. Apex Brasil, portal Invest & Export, Brazil Trade Net e Aprendendo a Exportar são algumas instituições que disponibilizam estudos de mercado e também informações interessantes sobre comércio exterior.

Regulação de tributos

É essencial conhecer bem as normas fiscais dos países com os quais se fará negócio. Isso favorece a identificação correta de quais tributos e taxas nacionais e internacionais devem ser pagos.

Outro ponto importante é pesquisar se existem acordos entre o Brasil e os países a que se intenciona exportar, pois, dessa forma, será possível verificar se há benefícios fiscais, isenções e outros tipos de benefícios para as mercadorias brasileiras.

Logística

O setor de logística é uma das áreas mais afetadas pela exportação. Para uma melhor competitividade, é necessário escolher o modelo mais econômico, mas que também cumpra as exigências de qualidade e prazo de entrega do produto. É preciso ficar atento ao tipo de transporte escolhido, pois cada um exige regulamentações e necessidades específicas.

Em relação a segurança da mercadoria a ser enviada, escolher a embalagem adequada e contratar seguro são ações que garantem maior integridade dos produtos exportados até que cheguem ao seu cliente final.

Com um bom planejamento para exportar em 2019, a empresa garante sucesso e evita gastos desnecessários. Para isso, todos esses quesitos devem constar no plano de desenvolvimento. Assim, a sua organização pode lucrar ainda mais no próximo ano.

E então, gostou do nosso post? Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou opinião deixe o seu comentário e compartilhe-a conosco!

Avenida Princesa Isabel, 574, bloco A, sala 208
Centro, Vitória, Espírito Santo, Brasil, CEP.: 29010-360

+55 (27) 3233-0023
+55 (27) 9 9978-7208
portual@portual.com.br