• Home
  • Blog
  • O que é carta de crédito e como ela funciona?

O que é carta de crédito e como ela funciona?

O que é carta de crédito e como ela funciona?

As operações de compra e venda no mercado internacional possuem regras próprias para a viabilização de recursos. A carta de crédito — geralmente abreviada de acordo com seu nome em inglês letter of credit (LC) e também conhecida como crédito documentário — está entre as modalidades mais seguras e difundidas no setor.

Todas as modalidades de pagamento do comércio exterior possuem suas próprias vantagens e desvantagens, mas não é por acaso que a carta de crédito é tão difundida. Para que você entenda melhor o que é carta de crédito e como ela funciona, preparamos um guia com as respostas para as principais dúvidas sobre o assunto.

Curioso para saber mais sobre esse conceito? Então confira o nosso post de hoje!

O que é carta de crédito?

Em linhas gerais, trata-se de um tipo de empréstimo bancário feito para o pagamento de operações de importação e exportação de produtos. Mas, acima de tudo, é um mecanismo que estabelece o contrato que atestará a relação de compra e venda entre as partes.

Ao emitir o documento, a instituição financeira responsável lança um crédito ao tomador — que será descontado pelo beneficiário para o pagamento dos produtos. Em outras palavras, uma instituição financeira se responsabiliza pelo pagamento da operação ao vendedor da mercadoria.

Já a empresa importadora ficará responsável por pagar o débito à instituição financeira. Por isso, é preciso cumprir uma série de regras para que o importador tenha acesso à linha.

Como é feito o pagamento?

A carta de crédito prevê que o pagamento da operação fique a cargo da instituição financeira contratada, que poderá realizar os descontos à vista ou a prazo.

Assim como ocorre ao se realizar uma compra em uma loja, no pagamento à vista, o dinheiro é depositado para o beneficiário na hora. Já a prazo, o crédito é oferecido pelo banco por meio das chamadas Letras de Câmbio, que são descontadas após uma data de vencimento.

Quais condições devem ser cumpridas?

Para que o exportador tenha acesso ao pagamento, é preciso que ele siga as instruções indicadas pelo tomador. Afinal, se isso não ocorrer, o valor não estará disponível e a operação será inviabilizada.

A operação é feita de maneira eletrônica, por meio do swift, estabelecendo entre as suas condições a regularidade dos documentos do embarque dos produtos — que precisam seguir rigorosamente as normas fixadas pelo banco — e a existência de garantias de crédito pelo tomador do dinheiro.

Logo, o exportador despachará as mercadorias somente após o recebimento do aval do pagamento. A partir desse momento, o emitente precisa cumprir com o pagamento oferecido, que é visto de forma irrevogável.

O banco deve, ainda, apresentar as garantias para o pagamento e enviar a carta por outra instituição financeira, que é conhecida como banco avisador. Eventualmente, a operação conta com a presença de outro banco, chamado de confirmador, que serve como um avalista do crédito oferecido.

Como é feita a emissão da carta de crédito?

Se você está pensando em importar ou exportar, provavelmente precisará solicitar uma carta de crédito em seu nome ou aceitar uma carta de crédito como forma de pagamento. Entenda o passo a passo da emissão e utilização desse documento!

  1. O importador e o exportador definem preços, prazos de pagamento e outros termos da negociação;
  2. O importador busca por bancos confiáveis e que oferecem esse serviço com as melhores condições para ele e define a instituição financeira;
  3. O comprador apresenta toda a documentação ao banco escolhido, que confere se ele terá direito ao crédito;
  4. Uma vez aprovado o crédito, o banco do importador emite a carta de crédito contendo todas as instruções e condições a serem cumpridas pelo exportador, para ter direito ao pagamento;
  5. Um banco local do país do vendedor é escolhido por ele próprio ou pelo banco emissor para confirmar a carta de crédito;
  6. O banco local envia uma carta de confirmação junto com a carta de crédito ao vendedor da mercadoria;
  7. O vendedor confere se conseguirá cumprir todas as condições da carta de crédito e, se algum problema surgir, precisa avisar imediatamente ao banco. O descumprimento de prazos e outros termos impossibilita o recebimento por parte do exportador;
  8. O exportador organiza a entrega das mercadorias e a documentação portuária;
  9. Uma vez cumpridas as condições da carta, o exportador apresenta ao banco local os documentos que comprovam que a sua parte foi realizada;
  10. Os documentos são enviados ao banco emissor da carta de crédito e ao importador;
  11. Depois de verificados os documentos e a entrega da mercadoria, a operação está completa. O exportador pode sacar seu dinheiro e o importador deve cumprir suas obrigações junto à instituição financeira.

A operação segue normas internacionais?

Como cada país possui as suas regras, a Câmara Internacional de Comércio criou mecanismos próprios para a exportação e a importação, diminuindo as barreiras legislativas entre as partes.

Nessa operação, mais do que emprestar o dinheiro, a instituição tem a responsabilidade de conferir a documentação apresentada pelo beneficiário e a exigida pelo comprador, o que contribui para sustentar o negócio.

Utilizar a carta de crédito é uma boa opção?

Como já falamos no início do texto, a carta de crédito é uma das formas mais usadas para o pagamento de operações de comércio exterior. Isso porque ela traz segurança e vantagens para ambas as partes.

Em primeiro lugar, o exportador tem a segurança de que vai receber o valor das mercadorias dentro do prazo. Quando são escolhidas outras formas de pagamento, é preciso ter muita confiança entre os envolvidos.

O importador também ganha mais segurança, pois ele sabe que só precisará pagar os valores caso o exportador cumpra todas as condições que foram negociadas e estão especificadas na carta de crédito. Isso tende a diminuir os atrasos por parte do exportador.

Ou seja, usar a carta de crédito é uma excelente opção para diminuir os riscos das operações de comércio exterior. A desvantagem fica por conta das taxas que, geralmente, são cobradas pelas instituições financeiras.

Porém, em linhas gerais, a operação ainda é vantajosa e vale a pena pagar os custos financeiros. Basta fazer uma pesquisa e escolher os bancos que oferecem as melhores condições para sua empresa.

E então, gostou de conhecer mais sobre a carta de crédito? Aproveite para compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a descobrirem mais sobre esse tema tão importante no mundo dos negócios!

Avenida Princesa Isabel, 574, bloco A, sala 208
Centro, Vitória, Espírito Santo, Brasil, CEP.: 29010-360

+55 (27) 3233-0023
+55 (27) 9 9978-7208
portual@portual.com.br