• Home
  • Blog
  • Importação direta ou indireta: qual é o melhor método?

Importação direta ou indireta: qual é o melhor método?

Importação direta ou indireta: qual é o melhor método?

Importação direta ou indireta? Esse questionamento é comum entre os gestores à frente de empresas que se dedicam ao processo de nacionalização de mercadorias estrangeiras. Para respondê-lo, porém, é preciso empreender uma análise detalhada dos métodos, entendendo amplamente quais são as oportunidades do negócio.

Se você busca mais informações sobre o assunto, objetivando melhorar a efetividade da sua operação, encontrou o conteúdo certo! No post, você vai entender um pouco mais sobre as modalidades de importação, visualizando as vantagens e as desvantagens de cada método.

Preparado? Boa leitura e bons negócios!

Importação direta e indireta: qual a diferença entre elas?

A demanda por produtos de origem internacional é crescente. Com a simplificação logística das trocas comerciais entre fronteiras, muitas empresas brasileiras estão abrindo espaço para produtos estrangeiros.

Para viabilizar a operação de nacionalização desses itens, entretanto, é preciso estruturar um processo coeso de importação — o que, a julgar pelas complexas leis brasileiras e pelo alto grau burocrático envolvido, pode não ser assim tão simples.

Dentre as possibilidades operacionais de importação, despontam duas modalidades: a direta e a indireta. Como o próprio nome sugere, a maior diferença está justamente na existência de intermediários, o que ocorre apenas no segundo caso.

No caso da opção direta, é o próprio importador o responsável por configurar todas as habilitações necessárias (como o Radar, da Receita Federal) e por prosseguir com as rotinas de compra no exterior.

A alternativa indireta, por sua vez, pressupõe o auxílio de um profissional com expertise no assunto, encarregado dos trâmites legais e burocráticos que as transações internacionais requerem.

Vantagens e desvantagens: o que considerar na hora de escolher a modalidade ideal?

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre as diferenças essenciais entre importação direta e indireta é hora de aprofundar a análise e identificar quais são as vantagens e as desvantagens de cada uma.

Importação direta

Na importação direta, a sistemática do processo é unificada e, por isso, confere ao importador mais controle da operação. Por eliminar intermediários, o custo total tende a ser menor, impactando positivamente no alargamento das margens de lucro.

Por outro lado, a complexidade da negociação e a burocracia da nacionalização ante as leis brasileiras podem causar transtornos (e até mesmo prejuízos) àqueles que desconhecem os trâmites. Além disso, a falta de contatos quentes pode fazer com que o empresário incorra em erros e negociações duvidosas, comprometendo seus resultados.

Importação indireta

No caso da importação indireta, os bens estrangeiros são adquiridos por meio de intermediários — subsidiárias, importadoras, trading companies etc. Trata-se, em essência, de uma espécie de transação comercial na qual o intermediário se responsabiliza por viabilizar a nacionalização dos itens requeridos, além de muitas vezes ser o responsável pela logística internacional e até pela negociação com os fornecedores.

Nesse cenário, a empresa parceira possui a expertise no processo, os contatos do negócio e as estratégias de barganha. Por isso, tem mais capacidade de entregar resultados consistentes (e lucrativos) sem dor de cabeça.

Seja para a importação direta ou indireta, é preciso que a decisão do gestor se baseie em um robusto conhecimento de suas capacidades operacionais. A modalidade mais adequada será aquela que atender às demandas da empresa, contribuindo para melhorar os resultados globais do negócio.

O conteúdo foi útil para que você refletisse sobre as características do seu negócio? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo a maximizar os resultados da sua operação!

Avenida Princesa Isabel, 574, bloco A, sala 208
Centro, Vitória, Espírito Santo, Brasil, CEP.: 29010-360

+55 (27) 3233-0023
+55 (27) 9 9978-7208
portual@portual.com.br